A mídia coreana recebe duras críticas por não impedir o homem de cometer suicídio

Membros da mídia coreana foram atacados esta semana depois de filmarem um homem que avisou por meio de sua conta no Twitter que pularia da Ponte Mapo – um conhecido local de suicídio – e cumpriu sua promessa.

Os funcionários que estavam no local não fizeram qualquer esforço para intervir e foram presos como cúmplices do suicídio do homem.

Son, representante de uma organização de direitos humanos dos homens na Coreia do Sul, avisou por meio de sua conta no Twitter em 25 de julho, dizendo que planejava pular da ponte de Mapo para o rio Hangang.

Acredita-se que o grupo ao qual Son pertencia estava com poucos fundos por algum tempo, então ele aparentemente escreveu um apelo no Twitter por doações de US $ 8.900 para manter a organização à tona e pagar dívidas.

Nada além de sorrisos e ridículo

De acordo com comentários do Sr. Son, existem cerca de 600 organizações de direitos femininos na Coréia, todas financiadas com dinheiro dos contribuintes. No entanto, o grupo de direitos dos homens do Sr. Son é o único de seu tipo no país e não é elegível para financiamento do governo. Como resultado, a organização teria estado em um estado financeiro precário nos últimos anos. Mesmo depois de ser reconhecido como um grupo oficial de cidadãos em 2011, foi frequentemente ridicularizado e desprezado por outras organizações e recebeu pouco apoio.

As ações do Sr. Son visavam, aparentemente, demonstrar o quão sério ele era sobre a coleta de fundos e agir como um apelo a qualquer doador em potencial. Antes de pular da ponte, ele falou que era um bom nadador e, portanto, voltaria ileso; parece que ele não pretendia morrer. Ele pulou da ponte por volta das 3 da tarde de 26 de julho e desapareceu sob a água. Seu corpo foi descoberto três dias depois.

As partes interessadas e a mídia no local se tornaram o assunto de duras críticas da comunidade online, com muitos internautas levantando a questão de por que ninguém tentou parar o homem. Acredita-se que a estação de TV coreana KBS correu para o local, mas o homem já havia pulado antes de eles chegarem.

Embora esta seja realmente uma história trágica, muitos coreanos estão descrevendo o ato do Sr. Son como um ato de heroísmo. Alguns até gravaram as palavras que ele postou no Twitter no parapeito da ponte no ponto em que ele pulou. Parece que o homem tocou o coração de muitos cidadãos coreanos, embora pagando o preço final no processo.

Fonte:  Korea TimesSora News

Kauzz

Sou blogueiro, twiteiro, vlogueiro, youtuber, biólogo, social media e podcaster. Vivo buscando conhecimento e informação nesse mundo caótico, ao lado da minha morena.

Deixe uma resposta