Brinquedo é descontinuado por indicar que nazistas podiam viajar no espaço

Uma fabricante alemã de brinquedos precisou tirar um de seus produtos das lojas porque ele supostamente ensinava que os nazistas conseguiram aperfeiçoar a arte da viagem no espaço. A Revell, empresa da região de Renânia do Norte-Vestfália, vendia a “aeronave redonda”, cuja descrição dizia que era o “primeiro objeto no mundo capaz de voar no espaço”.

Duas instituições alemãs, o museu de história militar e a associação de proteção a crianças, preencheram reclamações formais afirmando que o brinquedo era historicamente impreciso. Na caixa do produto, era possível ler que a nave conseguia atingir velocidades de até 6 mil quilômetros por hora e só não passou da fase de testes por causa da Segunda Guerra Mundial. O brinquedo era adornado, inclusive, com símbolos do Terceiro Reich.

Em entrevista ao jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung, o historiador alemão Jens Wehner reiterou que a aeronave era baseada somente na ficção: “Naquele tempo, era tecnologicamente impossível construir algo assim”. Wehner também alertou ao perigo na mensagem que o brinquedo pode transmitir. “Entusiastas podem usar isso como uma estratégia para lançar dúvidas sobre o que sabemos hoje a respeito do Nacional Socialismo.”

Por meio de comunicado, a Revell afirmou que está investigando como o brinquedo, que era vendido por 50 euros, conseguiu chegar às lojas em primeiro lugar. Uma porta-voz da companhia concordou com a discrepância temporal do objeto: “É realmente uma aeronave lendária e extraordinária que não pode ser comprovada em termos de existência.”

Fonte: Super Interessante

Kauzz

Sou blogueiro, twiteiro, vlogueiro, youtuber, biólogo, social media e podcaster. Vivo buscando conhecimento e informação nesse mundo caótico, ao lado da minha morena.

Deixe um comentário