Grande explosão de rochas no Mar Cáspio perto do campo de gás do Azerbaijão

Uma forte explosão abalou a área do Mar Cáspio, onde o Azerbaijão possui extensos campos de petróleo e gás offshore.

A causa da explosão, que causou o aumento de uma coluna de fogo no céu na noite de domingo, não foi determinada imediatamente, mas a estatal de petróleo Socar disse que informações preliminares indicam que se trata de um vulcão de lama. Socar disse que nenhuma de suas plataformas foi danificada na explosão.

O Mar Cáspio tem uma alta concentração de vulcões de lama, que expelem lama e gases inflamáveis.

O porta-voz da Socar, Ibrahim Ahmadov, foi citado pela agência de notícias azerbaijani APA dizendo que a explosão ocorreu a cerca de 10 km (6 milhas) do campo de gás Umid, que fica a 75 km (45 milhas) da costa da capital, Baku.

O especialista em vulcões de lama Mark Tingay, professor adjunto da University of Adelaide, na Austrália, disse que a explosão “certamente poderia ser um vulcão de lama” e que o local “se encaixa perfeitamente” em um vulcão de lama chamado Makarov Bank, que explodiu em 1958, liberando uma coluna de chama de 500-600m de altura e 150m de largura.

O país tem “centenas” de vulcões de lama, um quarto dos quais entrou em erupção violentamente, disse Tingay.

Os cientistas não têm certeza do que causa a ignição dos vulcões de lama, mas a teoria mais provável é que as pedras e rochas impulsionadas para cima durante uma explosão podem bater umas nas outras, causando uma faísca que acende gases.

O Azerbaijão é conhecido como a “Terra do Fogo” por causa de suas reservas subterrâneas de petróleo e gás natural. O explorador Marco Polo escreveu sobre os incêndios – causados ​​pela queima de gás – no século 13.

A explosão no domingo ocorreu depois que um incêndio na superfície do oceano no Golfo do México, a oeste da península mexicana de Yucatán, foi extinto no fim de semana após queimar por mais de cinco horas.

Apelidada de “olho de fogo” na mídia social devido ao formato do incêndio, a estatal Pemex culpou o vazamento de gás de um oleoduto subaquático pela deflagração do fogo.

Fonte: The Guardian

Kauzz

Sou blogueiro, twiteiro, vlogueiro, youtuber, biólogo, social media e podcaster. Vivo buscando conhecimento e informação nesse mundo caótico, ao lado da minha morena.

Deixe um comentário