Bebê de 10 meses morre com sinais de estupro logo após Réveillon

A morte de uma bebê de 10 meses em Várzea da Palma, no Norte de Minas, será investigada pela Polícia Civil. A menininha morreu na madrugada de ontem (1º), após dar entrada no hospital com sangramento e lesões no ânus. Equipes que atenderam a menina suspeitaram que se tratava de estupro e chamaram as autoridades.

De acordo com a PM, a bebê tinha complicações cardíacas e foi submetida à reanimação cardiopulmonar assim que chegou ao hospital – mas acabou não resistindo. A médica que avaliou a menina após a morte acionou os militares depois de identificar sangramento na região do ânus e laceração da mucosa anal. Profissionais da saúde relataram que a vítima chegou suja de fezes à unidade de saúde.

A mãe da criança, por sua vez, disse que a filha começou a passar mal às 4h. Antes disso, ela recebeu um conhecido na casa dela e teve relação sexual com ele, conforme registrado na ocorrência. O ato foi praticado ao lado da criança, pois, segundo a mulher, o quarto onde estava é pequeno e só havia uma cama.

A mulher contou que ingeriu bebida alcóolica com o conhecido, mas que ele foi embora da residência por volta de meia-noite.

Ajuda

A bebê foi levada ao hospital após a mãe dela pedir ajuda a um irmão. O tio da vítima relatou que mora com as parentes e que, ao chegar do trabalho, viu a familiar com o homem na casa. Ele não soube passar mais detalhes, pois saiu para passar a Virada do Ano em Pirapora, cidade próxima. Apesar disso, informou que o homem não estava mais no local quando saiu.

O tio da bebê voltou para Várzea da Palma às 3h, na companhia de uma vizinha. Esta mulher disse aos PMs que estava no quarto do rapaz quando a mãe da vítima foi ao cômodo pedir ajuda, pois a filha estava passando mal. O homem que esteve com a mãe da menina também foi procurado pelos policiais.

Ele confirmou que esteve no imóvel e que manteve relação sexual com a mulher. Disse que ficou por cerca de três horas na casa e foi embora após o fim do ato sexual. A mãe da bebê afirmou que durante todo tempo esteve cuidando da filha, visto que ela era cardiopata e lactante. Os celulares dela e do conhecido foram apreendidos.

Todos os envolvidos foram levados à Delegacia de Plantão de Pirapora para prestar depoimento. A ocorrência foi encerrada nessa unidade policial.

Fonte: BHAZ

Kauzz

Sou blogueiro, twiteiro, vlogueiro, youtuber, biólogo, social media e podcaster. Vivo buscando conhecimento e informação nesse mundo caótico, ao lado da minha morena.

Deixe um comentário