Médico de 39 anos é preso acusado de estuprar duas sobrinhas em MT

Na cidade de Marcelândia (712 km de Cuiabá), um médico de 39 anos foi preso preventivamente pela Polícia Civil suspeito de ter estuprado duas sobrinhas. A denúncia foi feita pela mãe das vítimas.

A mulher relatou que morou por seis anos na Bolívia para cursar Medicina. Parte desse período, ela viveu com as filhas, de 11 e 18 anos. Mas, as vítimas acabaram voltando ao Brasil para morar com a tia que é esposa do acusado.

Quando voltou ao Brasil para morar com as filhas, a mulher estranhou o comportamento da menina de 11 anos que estava bastante agressiva e desanimada. Ela ainda disse que a menor se comportava de maneira diferente na frente do suspeito.

A mulher então passou a questionar a filha, que após muita insistência, disse que era estuprada pelo tio desde os 6 anos. A menina ainda disse que era ameaçada de morte pelo médico caso o denunciasse.

Segundo a vítima, o homem esperava todos saírem da casa e a convidava para assistir televisão em seu quarto, onde era abusada sexualmente.

Aos policiais, ela disse que um dia estava com dor de cabeça e o suspeito deu uma pastilha para ela. Ela relata que após tomar o medicamento adormeceu e acordou com ardência na região da vagina.

A mulher também conversou com a filha mais velha, que também contou à mãe que foi estuprada dos 11 aos 16 anos.

Diante da denúncia, a Polícia Civil instaurou inquérito policial para investigar o caso. O médico teve prisão preventiva decretada e cumprida pela Polícia.

Fonte: Voz MT

Kauzz

Sou blogueiro, twiteiro, vlogueiro, youtuber, biólogo, social media e podcaster. Vivo buscando conhecimento e informação nesse mundo caótico, ao lado da minha morena.

Deixe uma resposta